♥ Comportamento

                                         Você me perdoa? Parte 1        


Fotografia encontrada no We Heart It


— Alô? — disse ele.
— Oi.
— Preciso falar com você... — disse com a voz tremula
— Não temos mais nada para conversar, será que não entendeu? — eu disse com uma certa rigidez.
— Você sabe que temos assunto para resolver — ele estava alterando seu tom de voz.
— Eu não quero te ver... — estava segurando minhas lágrimas e pude sentir minha garganta apertar.
— Por favor!
Eu fiquei pensando se eu realmente deveria conversar com ele. Não queria mais ver ele nem pintado de ouro... Mas, realmente tinha assuntos a resolver e isso de uma certa forma estava me sufocando, mas nessa história eu fui a vitima.
— Está bem, me encontre em frente naquela cafeteria em que fomos no nosso aniversário de três meses de namoro.
— Beleza, as 15:30?
— Ok, tenho que desligar.
Desliguei o telefone e nem esperei ele dizer tchau. Ouvir a voz dele estava me torturando. Combinamos de se encontrar para conversar e enfim, se resolver. Eu já sabia o que dizer, palavra por palavra. Meu coração estava leve, mas precisava extravasar todas essas palavras que ficaram entaladas na minha garganta por anos. Ele me magoou profundamente, me humilhou perante as pessoas e não teve a dignidade de me pedir perdão na época. Ele simplesmente continuou vivendo sua vida, enquanto eu tive que enfrentar toda a dor que eu senti sozinha... Mas, e agora? O que será que ele quer depois de alguns anos? Eu realmente amei ele demais, mas agora a única coisa que eu quero é que ele me peça perdão. Cheguei no local marcado e ele já estava lá, com aquele olhar de sempre, aquele mesmo olhar que fazia meu coração disparar, mas eu me controlei para não sorri e fiquei séria.
— Oi — disse ele envolvendo seus braços em minha volta
— Ei! — disse eu retribuindo o abraço. O abraço dele, apesar de tudo me acalmava, me fazia se sentir acolhida.
— Preciso te falar umas coisas... — disse ele olhando diretamente nos meus olhos.
— Fala — respirei fundo e fiquei encarando ele.
Ele demorou alguns segundos para dar inícios a seus discursos decorados. Por mais que naquele momento a minha vontade era de abraçá-lo tanto e de beijá-lo, eu sabia que independentemente do que ele tinha pra me dizer, ele não me merecia de volta.
— Eu sei que eu fui um babaca com você naquela época, eu sei que em certas ocasiões em que eu deveria te defender, me juntei as pessoas e insultei você. Por mais que namoramos apenas 3 meses, eu fui bom com você apenas em um mês de namoro... Eu sei que deveria me abri mais, te tratar bem... Mas, eu era apenas um moleque — ele fez uma pausa, para engolir as lágrimas de arrependimento — não vou mentir, eu sinto sua falta.
— Senti minha falta? Você me tratava mal e sente minha falta? Como pode ser tão cara de pau? — eu estava realmente muito nervosa, no sentido de estar brava mesmo — Por que então não me deu valor? Você realmente não se importava comigo e não sei como pude aguentar tudo isso em três meses... eu realmente fui uma trouxa...
— Por favor, deixe-me explicar — disse ele me interrompendo — Eu não sabia muito bem o que eu queria da vida
— Por que então namorou comigo por três meses? Sendo que você realmente me deu atenção em apenas um mês? — interrompi ele, ao mesmo tempo que estava surpresa por ouvir estas palavras saindo da boca dele, estava indignada.
— Tinha medo do que os outros iriam pensar... Mas, a questão é que eu quero te pedir perdão! — uma lágrima caiu do seu olho esquerdo.
Aquela palavra, perdão me fez ficar imóvel. Eu fiquei encarando ele por 1 minuto e aquilo me desmontou inteira... mais uma vez.
— Eu sei que te fiz sofrer demais, mas saiba que eu me arrependo de cada atitude minha. Eu quero muito te ver feliz e quem sabe... Uma nova chance da gente se aproximar. Estou aqui — ele se ajoelhou neste momento e pegou em minhas mãos — de joelhos te pedindo perdão e um recomeço. Você me perdoa e me dá uma segunda chance?

Continue

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Obs: Todos os textos escritos neste blog são de autoria minha, Flávia Pereira. Plágio é crime, está proibida a cópia de qualquer obra feita por mim sem os devidos créditos, de acordo com a Lei nº 9.610. segundo os Direitos Autorais.

2 comentários:

  1. Quando vai postar a parte 2? Simplesmente amei o texto e deu vontade de continuar lendo 😂😂😂 você escreve super bem, parabéns 😍😍
    http://pandapreguicosa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwn, fico muito feliz que tenha gostado hiihi. Obrigada, em breve terá a parte 2 desse texto *----*
      Seja bem vinda ao blog e volte sempre, beijos ;*

      Excluir

Obrigada por ler o blog e deixar seu comentário. Seja bem vinda (o) e volte sempre hiihi ♥

 
Layout criado e codificado para o blog Lady Stronger | Cópia proibida © 2016